PRESBIOPIA OU VISTA CANSADA

Usar lentes de contato para a presbiopia (vista cansada) '1', em substituição aos óculos,  tornou-se um procedimento de rotina, destinado àqueles com os habituais sintomas  de leitura desconfortável '2',  e àqueles com a intenção de, por motivos práticos ou estéticos, livrarem-se definitivamente dos óculos '3'.

Indicadas  de acordo com cada pessoa, há uma grande variedade de lentes '4',  

Dr. Matta trabalha com as lentes gelatinosas, gelatinosas tóricas, rígidas gás permeáveis (GP) e com as lentes esclerais. Em certos casos com as lentes de contato multifocais '5'. 

Com quaisquer delas, desde que sejam  gás permeáveis, pois só elas asseguram uma adaptação confortável, eficiente e segura.

A forma preferida nessas adaptações para presbiopia é a da visão mono-focal.

Esta técnica consiste em deixar um dos olhos corrigindo a presbiopia, o outro corrigindo a visão de longe.

Identifica-se o olho dominante e este será, com lente de contato, focalizado para longe (se houver ametropia) '6'. 

O outro olho ganhará o foco para perto, na distância de trabalho ou de leitura, mais frequentemente usada.

Após alguns dias ou semanas de adaptação, haverá tanta naturalidade no olhar, quer para longe, quer para perto, que não se diferenciará qual dos olhos está sendo usado  para perto, qual  para longe. Uma visão ainda binocular.

Na verdade haverá dupla participação: cada olho servirá tanto para longe como para perto. A maior ou menor participação de cada um, passa a depender, além da distância focal de cada lente, da discriminação mental, que, extraordinariamente, se desenvolve '7'.

A visão estereoscópica, (a  noção de profundidade, de relevo e distância) fica surpreendentemente preservada.

O método se mostrou, para muitas pessoas, absolutamente interessante.

O percentual de aceitação e adesão exclusivamente à lentes de contato, em quem tentou, foi da ordem de 90% '8' nesta nossa experiência exercida há mais de 30 anos.

Leia sobre a divulgação da técnica '9'.


Definições:

1. Presbiopia: Condição natural que afeta a todos na casados 40 anos, quando ocorre um enrijecimento do cristalino e uma atrofia do músculo ciliar que o controla. Perto de um bilhão de pessoas, em todo o mundo,estão na fase da presbiopia. Essas pessoas se beneficiariam usando lentes de contato para Presbiopia.

Sintomas:

  • Demora em focalizar os objetos quando a visão muda rapidamente e vice-versa;
  • Marcante dificuldade de ler com pouca luz;
  • Tendência a afastar o braço que segura opapel de leitura;
  • Cansaço e sono fácil ao insistir em ler;
  • Vontade de massagear os olhos ao prolongara leitura;
  • Aparecimento de dor de cabeça ou dor nopescoço durante ou após o trabalho;
  • Diminuição drástica das horas de leitura por dia;
  • Sensação de que o prazer da leitura setransforma em transtorno da leitura;
  • Diminuição da visão também para longe.

3. Livrar-se definitivamente dos óculos: Mais cedo ou mais tarde, chega à hora dos famosos oclinhos da vovó ou  do vovô, dependurados por uma cordinha, colocados na pontado nariz. Aqui de fato parecemos velhos e nos tornamos escravos dos óculos. Um documento, um jornal, o cardápio - não posso lê-los, estou sem óculos!

4. Tipos de lentes:

  • Lentes de contato gás-permeáveis asseguram uma adaptação confortável e confiável.
  • Rígidas gás-permeáveis, para uso prolongado;
  • Gelatinosas gás-permeáveis, para uso prolongado, descartáveis ou não;
  • Lentes tóricas (para astigmatismo);
  • Lentes bifocais;
  • Lentes restritas ao uso diário (rígidas ou gelatinosas);
  • Lentes de contato cosméticas (coloridas),descartáveis ou não. E, por fim, as lentes Esclerais.

5. Lentes de Contato Bifocais: Têm-se mostrado menos eficientes. Ao tentar focalizar simultaneamente objetos longe e perto, através de círculos óticos concêntricos, acarreta perda de definição para longe e pouca potência nos graus de perto (modesta adição)..

6. Ametropia: Termo que significa erro de refração.  Nada mais, nada menos que miopia, hipermetropia e astigmatismo. Existe o oposto: emetropia - quando não se tem grau.

7. Mais do que uma adaptação física das lentes aos olhos é necessário que ocorra uma adaptação cerebral às imagens focalizadas pelas lentes. Tudo leva a crer que de fato, surge uma nova habilidade mental fazendo com que o cérebro utilize parte da imagem captada pelo olho que está desfocalizado para determinada distância, utilizando-a para compor uma imagem binocular confortável, confiável e eficiente. Veja este simples exemplo: assistindo televisão a 4 metros de distância e cobrindo-se o olho de perto, a imagem, embora continue em foco, parece-nos acanhada, desconfortável, menor, fora do natural, demonstrando a intensa participação do olho de perto na visão de longe. O mesmo ocorre quando estamos dirigindo em uma rodovia: é notável a participação do olho para perto,que em conjunto com o olho para longe oferece-nos perfeita noção de profundidade, eficiência e segurança. Observações semelhantes, quando feitas usando-se a lente de perto para leitura, demonstram ajuda incontestável do olho de longe, também para perto.

8. É óbvio que a indicação para uso de lentes de contato, sejam elas só para longe, para longe e perto, ou só para perto, depende, em primeiro lugar, de um olho saudável, o que só pode ser corretamente avaliado por um Oftalmologista. Depende muito também da qualidade das lentes escolhidas e datécnica empregada na adaptação. É preciso motivação pessoal, traduzida principalmente no desejo de libertar-se dos óculos. Assim, você quer: Enxergar sem óculos como aos vinte anos? Acordar e maquiar-se ou barbear-se com toda a facilidade vendo sua imagem nitidamente no espelho? Ser elegante, não colocandoos feios óculos à hora da leitura? Sentir-se poderoso, vendo tudo sem óculos? É FÁCIL: USE LENTES DE CONTATO PARA PRESBIOPIA. GANHE TOTAL EFICIÊNCIA PARA LEITURA. A visão de longe não é perturbada, mantêm-se confortável, eficiente e segura.

9. Divulgação da Técnica: Foram entusiasmados relatos das pessoas usando lentes de contato para presbiopia que motivaram outras pessoas a procurar-nos para igual adaptação. Em 1995, quando a televisão noticiou que nova técnica visando substituir os óculos de perto fora recentemente adotado com sucesso nos EUA, muitos de nossos clientes protestaram junto àquelas emissoras. Entramos então no noticiário nacional: jornais, TVs e rádios. A questão é que já fazíamos o mesmo, aqui no Brasil, desde 1980.'.

Alcance seu Oftalmologista

Contatos

(61) 99555-4787 WhatsApp .:. (61) 3577-4747