CERATOCONE 

"KERATOCONUS"

Há duas lentes em nossos olhos: o cristalino e a córnea. Esta, a principal delas, localiza-se na parte mais anterior do olho, à frente da iris. A córnea pode ser sentida em sua forma esférica quando apalpada sob as pálpebras cerradas. Possui em média 44,00  dioptrias ou 44,00 graus. Dá o brilho dos olhos e está à frente da sua parte colorida, a iris. Além de ser  poderosa e sofisticada lente, é a barreira que protege  o olho ante traumas que eventualmente podemos sofrer. Em conjunto com a nossa segunda lente ocular, o cristalino, localizado após a iris, focaliza as imagens na retina. 

A córnea, ao perder  sua  forma asférica e ficar ligeiramente oval,  causa astigmatismo. Se surge uma ectasia, espécie de enfraquecimento nas paredes da córnea, ela  fica pontuda, à semelhança de um cone. Isto é  o que é  ceratocone, e o que causa o grande astigmatismo, que distorce  as imagens que a córnea deveria focalizar. Esta distorção óptica  impede que se consiga correção visual perfeita com o uso de óculos. 

Lentes de contato gás-permeáveis e também as lentes esclerais, são a solução duradoura para os casos de ceratocone, seja inicial, médio ou avançado.  A primeira escolha de quem trata ceratocone. Escolha que vem antes das opções cirúrgicas, porque, conservadora, econômica,         segura,  eficiente e prudente, não é irreversível.

As cirurgias de implante de anéis e a de transplante de córnea deveriam ser  as derradeiras tentativas, reservadas aos  casos extremos  de ceratocone. Após  toda e qualquer cirurgia para ceratocone ainda se tornam necessárias lentes de contato.

Alcance seu Oftalmologista

Contatos

(61) 99555-4787 WhatsApp .:. (61) 3577-4747